A Lua do Caçador { parte I }

Banner_HerançadosBardos

 


 

        O suor cobria suas peles como uma membrana cintilante sob a meia-luz. Os homens gritavam xingamentos e palavras obscenas para as duas mulheres dentro do cercado de madeira, quase invadindo a área em um frenesi animalesco. Não havia como esperar menos do público cativo das lutas clandestinas. Nobres e pés-rapados não se preocupavam com as diferenças entre si, espalhados pelo porão abafado. O odor rançoso de urina e sangue não lhes causava asco. O perigo de contrair a gripe não os assustava. Apostavam quantias gordas ou as moedas para o almoço do dia seguinte, reunidos ali para se deleitar com a humilhação da raça considerada inferior à sua. Continuar lendo “A Lua do Caçador { parte I }”

A Bruxa de Praga – Ira Sedosa

Por: Natasha Morgan

14643017_861120863987449_250102186_n

A chama da vela se acendeu com um sussurro, iluminando parcialmente a profusão de poeira do velho porão.

A madeira do assoalho e das paredes já não tinham o brilho de quando a casa era nova, o marrom lustroso deu lugar a uma cor opaca, enfeitada de teias de aranha. O chão rangia ao mínimo peso e exibia algumas fissuras.

Um lugar um tanto sombrio ao qual poucos naquela casa frequentavam. Em geral era mais um quartinho para abrigar entulho.

Mas velharia não era a única coisa preservada por aquele lugar.

Ao fundo do porão, depositado com majestade, repousava um altar.

Continuar lendo “A Bruxa de Praga – Ira Sedosa”

A Dama de Fogo (Pt. 7) – Sede de Vingança

wolf_by_yorvig

A Dama de Fogo – Capítulo 7

Sede de Vingança

Escrito por: Morgana Owl.

Faltavam apenas algumas horas para o ritual, e Brigith não parava de pensar no que aconteceria com ela caso desse certo e, principalmente se desse errado. Todavia, ela não tinha alternativa, era sua última chance, como disse seu novo amigo e ajudante, o padre Dom.

O dia fora até bom – se fora comparar com os outros. Recebera alimentos e ninguém a tratara tão mal, como todos os dias estavam fazendo antes da visita do padre. A tratavam feito lixo, agora ela era intocável e eram obrigados a fazer todas as suas “vontades” para não serem punidos pelo demônio. Continuar lendo “A Dama de Fogo (Pt. 7) – Sede de Vingança”

A Dama de Fogo (Pt. 6) – O Enviado

lobo

Capítulo 6 – O Enviado

Escrito por: Morgana Owl.

  Brigith acordara deitada em uma cama de hospital, sendo consultada por uma enfermeira bem idosa, que ao perceber que ela havia acordado, acabou tomando um leve susto. Brigith indagara a velha enfermeira, perguntara o que estava fazendo ali deitada e onde estava seu filho. Mas não obteve nenhuma resposta, a enfermeira apenas disse que em breve falariam com ela.

Passaram-se alguns minutos, e o capitão da guarda real entrou em seu quarto:

– Ora, ora, ora… Veja só quem acabou de acordar. Nossa pequena bruxa. – Dissera o capitão, irônico.

– Como assim? Do que está falando? – Brigith ajeitara-se na cama, totalmente atordoada.

– Já esqueceu o que fez na semana passada? Matara seus tios e tentara matar sua irmã. Quem sabe seu filho também não morreria se não fosse pela senhorita Eileen. – O capitão estava furioso. Continuar lendo “A Dama de Fogo (Pt. 6) – O Enviado”

A Dama de Fogo (Pt 5) – Doce Inverno

winter__s_fairytale_by_karinephoto-d50m0ma

Capítulo 5

Doce Inverno

Escrito por: Morgana Owl.

O inverno estava rígido aquele ano. Fortes tempestades de neve e muito, muito frio. Brigith sabia que a qualquer momento daria a luz ao seu tão esperado bebê. Sua única preocupação era com Arthur, que não dera notícias desde que souberam que tivera uma batalha perto das muralhas da Cidade Real. Será que ele estava bem? Será que ele estava vivo? – Brigith se perguntara durante todas as noites frias enquanto se preparava para dormir, apenas acompanhada de suas dores corporais que a gestação causara. Cada dia que passava sem a chegada de uma carta que fosse, era um lamento. Todos na casa pareciam apreensivos, porém, um pouco entusiasmados com a chegada do novo membro da família.

Em uma bela tarde de inverno, a nevasca parecia ter dado trégua, até um sol resolvera dar o ar de sua graça. O dia parecera estar abençoado. E realmente estava… Continuar lendo “A Dama de Fogo (Pt 5) – Doce Inverno”