Torre de Pedra – Nivanír

nivanir

Por L. Orleander

Amelie receberia Mikaela como quem recebesse uma filha de volta ao lar e desejava profundamente que aquela fosse a mulher certa para gerar herdeiros e fazer de Edgar um homem feliz. Ela precisava disso. O reino precisava disso, mas a ida da princesa foi um fracasso…

A chegada a Nivanír foi tranquila a olhos vistos, Mikaela assistia o castelo ganhar forma ao longe e a pedra negra sugar os raios de Sol para refleti – los de forma pálida.

– Bem vinda a Torre de Pedra! – disse Edgar efusivo. Mikaela apenas ficou calada e sentiu o aperto no peito. O vento sussurrava em seu ouvido uma tragédia, cada parte de seu corpo anunciava isso, era raro, mas quando ela sentia, acontecia…

Continuar lendo “Torre de Pedra – Nivanír”

Torre de Pedra – Gêmeos

 

3.png

Por L. Orleander

O rapaz balançava de um lado a outro pendurado por uma corda, as margens de um penhasco.

Morto…

A cena não saia de minha cabeça, foi então que senti me faltar o ar, a frieza da água voltou a me cobrir e como um louco ressurgi arfando das profundezas do que agora parecia um lago. Do outro lado da ala Oeste, o trono estava em minha frente, Lady Margrethy ainda mantinha – se sentada feito uma estatua de mármore. Continuar lendo “Torre de Pedra – Gêmeos”

Torre de Pedra – Visões

 

2651

Por L. Orleander

A água era morna, eu não sentia meus olhos arderem e nem mesmo a dor que lacerava meu peito.

As luzes dançavam sobre a água enquanto eu estava submerso, ela me olhava, ainda sentada em seu trono, como uma estátua.

Minha mente voltou a focar – se no que estava acontecendo.

O que estava acontecendo? Continuar lendo “Torre de Pedra – Visões”

Torre de Pedra – Filhos do Lago

torre1

Por L. Orleander

“De ano em ano tive que assistir ela crescer de longe… Mikaela… Era filha de quem era e eu não podia fazer nada. Assim como meu pai, antes de mim também não pode.

É uma sina, jovem Lucyus…

Uma maldição ao que parece, onde nem vocês, nem nós e se quer o tempo pode mudar.”

A rainha me olhava com piedade e um olhar amoroso que não entendi naquele momento.

Continuar lendo “Torre de Pedra – Filhos do Lago”

Torre de Pedra – Senhora do Oeste

marg1

Por L. Orleander

Fez frio na noite em que ela partiu e a névoa que subia do chão causava calafrios.

Não havia um soldado se quer que não sentisse o ar gélido tocar – lhe a pele.

A carruagem escura vinha com rapidez. O regimento Oeste, ou como alguns costumavam chamar, As Almas. Continuar lendo “Torre de Pedra – Senhora do Oeste”