A Queda Do Imperador Zufu – Ravena: A cidade das Montanhas (Pt-1)

14089178_1782458868664886_8777456909959659095_n

Escrito Por: Alfredo Dobia

Capítulo 1 – Ravena: A cidade das Montanhas

 

A dois séculos atrás, a Cidade Das Montanhas foi governada pelo grande imperador Zufu. Ele tinha o apoio dos quatros deuses. O deus dos animais, o deus dos mares, deus do sol e o deus da escuridão. Em cada duas semanas, Zufu matava dois dos seus cervos e os arrancava os órgãos, entregando aquele medonho ritual como sacrifícios aos deuses. Em troca, ele acreditava que os deuses transformariam os corpos sem órgãos em múmias guerreiras, aquelas que o serviriam na grande batalha contra seu irmão gémeo, o imperador Zord.

Mas os planos de Zufu não correram como esperado, quando Zord descobriu o esconderijo das quase múmias guerreiras e ateou fogo nelas, antes mesmo de os corpos terminarem suas transformações. Continuar lendo “A Queda Do Imperador Zufu – Ravena: A cidade das Montanhas (Pt-1)”

A Moira de Guadalupe p. 5

A Moira de Guadalupe

Por Raven Ives

divisor 01

A mochila fora arrumada pouco antes do entardecer. Sob o olhar preocupado do amigo, Cibrán guardou as garrafas d’água e barras de cereais para a caminhada até o Cromeleque. Não pretendia passar o aperto do dia anterior. Gaspar insistiu para acompanhá-lo, mas o professor não queria correr o risco de a presença desconhecida afastar a moira. Não acredito que estou fazendo isso, pensou de braços cruzados, verificando se estava tudo em ordem. Continuar lendo “A Moira de Guadalupe p. 5”

Dia 23… – Amigos

23

Por L. Orleander

Confesso que fiquei tentada a dar um passo adiante, mas J. P parece ter tido a mesma idéia.

Os lábios dele tocaram os meus e algo em mim rugiu ferozmente, gritando para fugir dali e correr o máximo que eu podia, era a sua sombra se avolumando sobre mim novamente. Me afastei delicadamente e ele apenas sorriu um riso confuso, me pedindo desculpas. Continuar lendo “Dia 23… – Amigos”

A Moira de Guadalupe P.4

A Moira de Guadalupe

Por Raven Ives

divisor 01

A risada de Gaspar nunca pareceu tão estúpida aos ouvidos de Cibrán. Se sua felicidade por ter encontrado o relógio de bolso de seu pai não fosse maior, teria socado a cara do amigo. Depois de explicar com seriedade o que acontecera, incluindo seu quase encontro com a mulher misteriosa, Gaspar só faltou se mijar de tanto rir. Continuar lendo “A Moira de Guadalupe P.4”

Mãe do Ouro

mae

Contam os mais antigos que desde meados do século 18, tempo do Ciclo do Ouro, a Mãe-do-Ouro anda pelo interior do Brasil, especialmente nas regiões onde existe o cobiçado metal. Aqui em Goiás não há quem já não tenha ouvido falar nela.

Tida como grande defensora da Natureza, a entidade aparece sob a forma de uma bola de fogo, pairada no ar, indicando os locais onde se encontram jazidas de ouro que não devem ser exploradas. Continuar lendo “Mãe do Ouro”