A Irmandade Dos Bruxos Modernos (Pt. 14) – Viagem para África

14502767_1227252880671401_961485822401700914_n

 

Capítulo 14 – Viagem para África

Escrito Por: Alfredo Dobia

 

Na manha seguinte, os Anderson preparavam suas coisas para a viajem junto com Lúcia e a Sasha, enquanto Deny reclamava por não ser permitido acompanha-los na viagem.

— Qual é malta, nós somos uma equipa — disse Deny — , não acho justo me deixarem para trás  nessa viajem.

— Acredita em mim — disse Chris, enquanto colocava o livro de gerações na pasta. — Será melhor para ti e pra todos nós. Não há necessidade de arriscarmos mais vidas nisso — ele fez uma pausa — Ah, já me ia esquecendo — ele caminhou até seu quarto em largos passos. Na volta veio com uma maleta grande e disse: Continuar lendo “A Irmandade Dos Bruxos Modernos (Pt. 14) – Viagem para África”

A Irmandade Dos Bruxos Modernos (Pt. 13) – Miragem

 

14494667_1796070113970428_3599207050170933490_n.jpg

Capítulo 13 – Miragem

Escrito Por: Alfredo Dobia

 

Sasha abriu os olhos vagarosamente, levantando da cama confortável da Lúcia. Avistou por ela, mas não a viu. Tirou seu telefone da estante pequena do quarto para ver a hora. Eram quase oito e meia e sua mente ainda estava turva, como se estivesse passando no processo de ressaca para nitidez.

Apesar dos Anderson a terem contado a verdade sobre suas identidades. Ela percebeu que seu cérebro precisaria de mais tempo para processar toda aquela alucinante informação sobre os bruxos.

Atirou o telefone na cama e caminhou em direcção ao banheiro. Seus passos eram longos. Por algum estranho motivo, ela sentia que tinha de falar com os Anderson novamente. Sentia-se diferente. Parecia que alguém ou algo estava tentando se comunicar com ela.

Ao passar pelo grandioso armário de roupa, ela parou, reparando-se no espelho comprido da porta. Havia uma carta colada nela. Era a caligrafia irreconhecível da Lúcia. Ela tirou a carta e começou a ler: Continuar lendo “A Irmandade Dos Bruxos Modernos (Pt. 13) – Miragem”

A Queda Do Imperador Zufu – Ravena: A cidade das Montanhas (Pt-1)

14089178_1782458868664886_8777456909959659095_n

Escrito Por: Alfredo Dobia

Capítulo 1 – Ravena: A cidade das Montanhas

 

A dois séculos atrás, a Cidade Das Montanhas foi governada pelo grande imperador Zufu. Ele tinha o apoio dos quatros deuses. O deus dos animais, o deus dos mares, deus do sol e o deus da escuridão. Em cada duas semanas, Zufu matava dois dos seus cervos e os arrancava os órgãos, entregando aquele medonho ritual como sacrifícios aos deuses. Em troca, ele acreditava que os deuses transformariam os corpos sem órgãos em múmias guerreiras, aquelas que o serviriam na grande batalha contra seu irmão gémeo, o imperador Zord.

Mas os planos de Zufu não correram como esperado, quando Zord descobriu o esconderijo das quase múmias guerreiras e ateou fogo nelas, antes mesmo de os corpos terminarem suas transformações. Continuar lendo “A Queda Do Imperador Zufu – Ravena: A cidade das Montanhas (Pt-1)”

A Irmandade Dos Bruxos Modernos (Pt. 11) – Cinzas

14264232_1788566891387417_5492147256125190396_n

Capítulo 11 – Cinzas

Escrito Por: Alfredo Dobia

 

O nascer do sol já era visível aos olhos de Lúcia, que acabara de pegar no sono com a alma cheia de chagas, exactamente como no dia em que recebera a notícia de que ela não veria seus ais nunca mais. Aquilo foi intenso de mais para uma menina de apenas oito anos de idade.

— Bom dia! — cumprimentou, saindo do quarto e deparando-se com Chris Aderson na cozinho.

Ela ainda estava de pijama, com os olhos cansado de tanto chorar. Continuar lendo “A Irmandade Dos Bruxos Modernos (Pt. 11) – Cinzas”

A Irmandade Dos Bruxos Modernos (Pt. 10) – Surpresa Do Mal

FB_IMG_14633916741730415.jpg

Escrito por: Alfredo Dobia

Cap 10 – Surpresa Do Mal

Lúcia tirou suas chaves do bolso enquanto eles se aproximavam da porta. Ao chegar mais próximo dela, eles notaram que a fechadura havia sido quebrada. Seus passos aumentaram, e num leve toque na porta, ela se abriu. Os olhos dela logo se encheram de lágrimas pela imagem acutilante do corpo dilacerado do Sr. Wayler, ajoujado na parede, com sangue escoando por todos os cantos do chão.

Parecia que um animal faminto havia arrancado brutalmente suas vísceras, de tal modo que seu sangue pintava o chão e as paredes, antes da cor de leite cremoso, agora de vermelho melado. A casa cheirava a aflição, e os gritos avassaladores de tudo que o Sr. Wayler vivera nos últimos minutos, ainda ecoava sobre a sala. Continuar lendo “A Irmandade Dos Bruxos Modernos (Pt. 10) – Surpresa Do Mal”