A Dama de Fogo (Final) – Dama da Meia-noite

6330f6848f34509ed9d3b4e6c49f52be

A Dama de Fogo – Capítulo 8 (Final)

Dama da Meia-noite

Escrito por: Morgana Owl.

Brigith fora obrigada a passar mais tempo do que desejara longe da sua vida. Afastara-se de tudo e todos, ficara vivendo apenas das coisas que a floresta lhe cedia. Vez ou outra o padre Dom lhe trazia mantimentos e uma palavra amiga. Ele não poderia fazer nada além disso, não poderia levantar suspeitas. Sempre que ia visitar Brigith na floresta, ele dizia aos seus superiores que precisava ir a um vilarejo próximo, ajudar uma família carente.

A cada visita do padre, Brigith agia de maneira meio animalesca em busca dos alimentos que ele lhe trazia. Na floresta os alimentos eram escassos, itens de higiene pessoal eram raros, ela economizava ao máximo cada coisa para durar muito. Era sempre um alívio quando ouvia o assobio longínquo do padre.

Continuar lendo “A Dama de Fogo (Final) – Dama da Meia-noite”

A Dama de Fogo (Pt. 7) – Sede de Vingança

wolf_by_yorvig

A Dama de Fogo – Capítulo 7

Sede de Vingança

Escrito por: Morgana Owl.

Faltavam apenas algumas horas para o ritual, e Brigith não parava de pensar no que aconteceria com ela caso desse certo e, principalmente se desse errado. Todavia, ela não tinha alternativa, era sua última chance, como disse seu novo amigo e ajudante, o padre Dom.

O dia fora até bom – se fora comparar com os outros. Recebera alimentos e ninguém a tratara tão mal, como todos os dias estavam fazendo antes da visita do padre. A tratavam feito lixo, agora ela era intocável e eram obrigados a fazer todas as suas “vontades” para não serem punidos pelo demônio. Continuar lendo “A Dama de Fogo (Pt. 7) – Sede de Vingança”

A Dama de Fogo (Pt. 6) – O Enviado

lobo

Capítulo 6 – O Enviado

Escrito por: Morgana Owl.

  Brigith acordara deitada em uma cama de hospital, sendo consultada por uma enfermeira bem idosa, que ao perceber que ela havia acordado, acabou tomando um leve susto. Brigith indagara a velha enfermeira, perguntara o que estava fazendo ali deitada e onde estava seu filho. Mas não obteve nenhuma resposta, a enfermeira apenas disse que em breve falariam com ela.

Passaram-se alguns minutos, e o capitão da guarda real entrou em seu quarto:

– Ora, ora, ora… Veja só quem acabou de acordar. Nossa pequena bruxa. – Dissera o capitão, irônico.

– Como assim? Do que está falando? – Brigith ajeitara-se na cama, totalmente atordoada.

– Já esqueceu o que fez na semana passada? Matara seus tios e tentara matar sua irmã. Quem sabe seu filho também não morreria se não fosse pela senhorita Eileen. – O capitão estava furioso. Continuar lendo “A Dama de Fogo (Pt. 6) – O Enviado”

A Dama de Fogo (Pt 5) – Doce Inverno

winter__s_fairytale_by_karinephoto-d50m0ma

Capítulo 5

Doce Inverno

Escrito por: Morgana Owl.

O inverno estava rígido aquele ano. Fortes tempestades de neve e muito, muito frio. Brigith sabia que a qualquer momento daria a luz ao seu tão esperado bebê. Sua única preocupação era com Arthur, que não dera notícias desde que souberam que tivera uma batalha perto das muralhas da Cidade Real. Será que ele estava bem? Será que ele estava vivo? – Brigith se perguntara durante todas as noites frias enquanto se preparava para dormir, apenas acompanhada de suas dores corporais que a gestação causara. Cada dia que passava sem a chegada de uma carta que fosse, era um lamento. Todos na casa pareciam apreensivos, porém, um pouco entusiasmados com a chegada do novo membro da família.

Em uma bela tarde de inverno, a nevasca parecia ter dado trégua, até um sol resolvera dar o ar de sua graça. O dia parecera estar abençoado. E realmente estava… Continuar lendo “A Dama de Fogo (Pt 5) – Doce Inverno”

A Dama de Fogo (Pt. 4) – Promessa de Sangue

Featured image

A Dama de Fogo

Capítulo 4 – Promessa de Sangue

Escrito por: Morgana Owl.

O silêncio tomara conta da sala durante alguns minutos. Todos se entreolhavam aflitos. Eileen era a única cujo semblante não era de total preocupação, pelo contrário, demonstrava certa alegria por de trás de uma falsa face de compaixão. Por fim, Sean, quebrou o silêncio mortal que estava naquela sala:

– Bom, meus caros… Sei que nesse momento vocês dois, Brigith e Arthur, só querem paz e poder desfrutar do seu mais recente matrimônio. Eu também queria isso para vocês. Brigith sabe o quanto almejo sua felicidade, mais ainda por estar esperando uma criança. Mas… – coçara a garganta dando uma breve pausa – não tenho boas notícias, infelizmente.

Brigith levantara do sofá e o interrompera, aos prantos, praticamente:

– Diga-nos logo! O que está acontecendo? Não aguento mais esse suspense todo! – fitara Sean furiosamente. Continuar lendo “A Dama de Fogo (Pt. 4) – Promessa de Sangue”