Canção certa… Pessoa errada…

original1

Por L. Orleander

Era a música certa para a pessoa errada,
e só então ela notava.
Sorria para si mesma e tomava um gole de chá
na mesa de café, solitária.
Não era por que se lembrava,
nem por que era especial.
Estava além do ser querido.

A música era toda ela.
Em cada estrofe, em cada nota musical
e em cada palavra ali, dedilhada no violão.
Ela só se doava um pouquinho mais
e deixava longe suas mazelas.
Não precisava afirmar nada, nem aceitar – se diferente.
Era apenas ela, nem Bela e nem Fera
nem encantada ou adormecida.
Escrevia a própria história e trilhava o próprio caminho.
Escutava a canção do vento
e enamorava – se pela chuva.
Era a música certa, para a pessoa errada…
a música era dela e de mais ninguém,
e pela primeira vez na vida ela entendia.
Não havia a preferida ou mesmo a querida.
Havia seus pedaços em forma de melodia,
espalhados pelo mundo como lembranças em outras vidas.
Sorte tinha aqueles, que compartilhavam esses pedaços.
Azar daquele que foi tolo e deixou partir.
Uma hora ela iria embora,
e com ela uma nova canção nasceria…

 

 

Gostou? Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s