Dia 13… – Feliz Aniversário

 

pa1Por L. Orleander

Por um instante esqueci…

Abri os olhos e corri da cama para pegar o celular na sala. Passei por um Netuno preguiçoso que eu nem se quer virá antes de deitar.

Eu tinha apagado seu número, mas nossa mente é uma tragédia e se recorda com perfeição daquilo que mais almejamos esquecer.

Digitei a mensagem e só então me toquei, quando digitei um breve felicidades ao final do texto, aquela mensagem morria ali, nos meus rascunhos.

Larguei o celular e abri as cortinas da sala, a neblina que encobria alguns prédios, fazia a cidade parecer fantasmagórica, mas as luzes faziam aquilo parecer mágica. Ia sair aquele Sol de rachar mais tarde.

Sorri da minha estupidez e da minha total falta de atenção.

Abri a casa inteira antes de sair. Arranquei as cortinas e joguei num saco preto, as paredes precisam ser pintadas, cansei desse amarelo pálido e escolhi a cor lilás. Vou pintar parede por parede sozinha.

Fui trabalhar e saí até mais leve, o dia foi cansativo, comemoramos a entrega da conta, ficou perfeita e talvez eu tenha que viajar até Boston nos próximos meses.

Karen, lembra dela? A ruiva que ria engraçado e super tímida? Pois é, virou minha gerente, e acha que sou a pessoa mais indicada pra fazer o trabalho e apresentação lá.

Tinha consulta hoje, conversei com Dr. Monteiro sobre as mudanças que decidi fazer, ele ficou muito feliz, disse que já consegue ver alguma melhora.

Meu pai fez a maior festa e se propôs todo solicito a me ajudar, assim como Netuno… Rs

Conheci Carlos, o pai de Valentina, homem seco, bateu aqui na porta atrás do gato. Eu entreguei Netuno e ele apenas balançou a cabeça em sinal de agradecimento.

Já te disse que ela é loirinha e da fala fanhosa? Ela anda pulando, parece um coelhinho, imagino como deve ser engraçado ver ela correndo atrás de Netuno.

Fui ao cinema noite passada, mas sabe como é, não se fazem mais bons filmes de terror como antigamente.

Hoje foi suas roupas, tirei o que ainda havia aqui e coloquei em caixas. Três camisetas, duas bermudas, um par de meias, uma calça jeans e três cuecas, eram as únicas roupas suas que havia aqui.

Coloquei perto da porta, junto a caixa que trouxe da sua mãe, eu ainda não tinha forças pra me desfazer.

Me arrumei e desci até a floricultura, decidi te dar parabéns, fiz o caminho decidida e um tanto temerosa, mas mudei de ideia no minuto que vi sua mãe parada a porta, não ia encarar ela depois do que eu havia escutado outro dia.

Droga!

Voltei para a cafeteria e pedi um veneziense, olha eu fugindo da rotina, peguei um cupcake enfeitado e mentalmente lhe cantei um parabéns desajeitado.

Comi apenas metade e voltei pra casa, o fim do dia?

Pipoca, chocolate, com canela e filme debaixo das cobertas.

Está chovendo e agora sem cortinas é lindo de ver, sabe?

O céu mesclando o roxo e o cinza, enquanto os raios que o cortam transformam essa mistura num tom rosa pálido brilhante. Eu estava encantada.

Tirei fotos com o celular e fiquei ali sentada, sabe – se Deus quanto tempo, assistindo aquele espetáculo.

Pela primeira vez em dias eu me sentia confortável em ficar ali, constatando, saboreando minha solidão, ela havia se tornado uma boa amiga afinal.

Acho que estou me esquecendo de você, não era mais um fantasma me assombrando, era uma boa lembrança de alguém que em seus melhores momentos era uma pessoa maravilhosa.

Ironias a parte, começo á achar que foi melhor assim.

Netuno veio dormir aqui hoje, acho que Valentina e o pai saíram

A chuva continua e eu aqui, escrevendo pra você esse monte de coisas que não fazem sentido.

Coloquei nesse diário a rosa que encontrei aquele dia e vou tentar colocar uma foto ou duas no dia de hoje.

Quando eu terminar essa coisa, quero te ver como algo realmente bom, sem o gêmeo do mal.

Uma coisa boa, na essência, nos sorrisos e nas vezes que foi mais que meu amigo. Quero me lembrar de você como lição e jamais fardo…

22:00hs – Sábado – São Paulo – SP

Mari…

CONTINUA…

 

Gostou? Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s