Entre Almas E Desejos (Pt. 3-Final) – O julgamento

15036576_1113319235448640_9059337335909513559_n

Escrito por: Alfredo Dobia

Cap 3 (Final) – O julgamento

 

Hoje é o terceiro dia que eu não a vejo e isso já começa  a me deixar irritado. É impressionante a vontade poderosa que eu tenho de estar perto dela, é como se ela fosse uma parte de mim, é como se o meu corpo fosse átomo e ela as moléculas que o compõem. A cada dia que passa eu me convenço mais que a amo e que estou disposto a fazer o que for preciso para estar do lado dela para todo o sempre.

– Vamos Lucas chegou a hora.

Senti meu corpo vibrando ao ouvir a voz do Ethan. Ele abriu a porta do quarto na qual eu estava para então ir ter com o pai.

– Estás pronto pra encarar o Pai?

– Não, com certeza não estou. Mas não tenho outra alternativa não é mesmo!?

Ethan apenas abriu um sorriso curto pra mim e continuou andando.

Em apenas uns instantes eu estava diante dela. Meu coração disparou em uma velocidade incomum. Me aproximei para abraça-la mas nem um metro eu consegui chegar, ela desapareceu.

– Mas que diabos é isso? Isto é alguma brincadeira?

Marcelos riu sem ser nem um pouco discreto. Era ele sendo idiota e usando um dos seus poderes da mente. Todos na sala celestial sabiam que eu estava morrendo de vontade de abraçá-la e isso me tornava vulnerável, ainda mais agora que minha parte angelical está sendo controlada pelos meus sentimentos humanos. Isso significava fraqueza e fraqueza significava derrota para o idiota do Marcelos.

– Onde esta está Rosaliz Ethan? Me diz, o que vocês fizeram com ela?

– Fica calmo Lucas, em breve você vai ver ela, eu prometo. Voce vai se fartar de ver ela.

Fiquei confuso, sem entender o que raio queria ele dizer com isso.

Não tive muito tempo para pensar. Finalmente nos havíamos chegado. O momento estava perto, eu estava prestes a me encarar com o pai. Isso era intrigante e assustador ao mesmo tempo.

– Senten-se todos. – ordenou uma voz potencialmente forte e indubitável para todos os seres celestes presente na sala do julgamento. Era o pai. O senhor de tudo e de todos.

Os anjos obedeceram de imediato, todos sentaram e o silencio tomou conta da sala, enquanto aguardavam por novas ordens.

– Lucas meu filho. – meu coração disparou novamente. Mais eu não conseguia encherga-lo. Era como se não tivesse mais permissão de olhar pra ele. Apenas ouvia o som de sua voz ecoando repetidas vezes em meus ouvidos.

Meus olhos viam apenas luz branca, uma luz tão intensa e poderosa que era quase impossível continuar olhando por mais de dois minutos.

– Sim meu pai. Aqui estou eu.

– Durante três meses você andou fugindo e desobedecendo a minha ordem, voce cometeu erros completamente inaceitáveis para um anjo.

– Estou ciente disso meu pai. – disse, tampando os olhos com a minha mão direita.

– então você também está ciente do que vai acontecer aqui hoje não está?

– Na verdade sim. Mas eu quero que o senhor saiba que será uma dor imensurável pra mim. Tudo que eu fiz foi pra proteger um ser que precisava de ajuda.

– E essa proteção incluía dar a ela o poder de ver os celestes? incluía o inicio de uma paixão entre anjo e humano?

– Não – abanei a cabeça em negação – isso nunca foi minha intenção. “ou será que foi?’’

Minhas ultimas palavras foram mais pra mim do que pro meu pai. Mas era inútil tentar esconder aquilo dele. Estou falando do ser mais poderoso de todo o universo. Não tem como esconder coisas pra alguém como ele.

– Agora me diz uma coisa.

– Sim meu pai. Estou ouvindo.

– Voce está arrependido?

Fiquei paralisado por alguns instantes. O momento estava chegando, provavelmente eu nunca mais hei de olhar naqueles olhos cheia de vida, aqueles olhos cheia de mistérios, segredos e convites pecaminosos. Meus olhos circulavam lágrimas. Não podia mentir. Ninguem pode mentir o pai.

– Não, pai. Eu não estou arrependido e se o senhor me perguntasse se eu teria feito diferente se eu tivesse uma nova oportunidade, EU DIRIA QUE NÃO. Diria que faria exatamente tudo de novo. E o senhor sabe porque mas ainda assim eu vou dizer. Porque eu a amo, a amo tanto que acho que meu coração angelical não é forte o suficiente pra suportar o peso desse amor.

– então não me resta mas nada a dizer a não ser boa sorte.

– O quê? Como assim boa sorte? O que o senhor quer dizer com isso?

– Eu quero dizer que você não precisa mais fugir para estar com ela.

Uma luz apareceu atrás de mim repentinamente. Era Rosaliz. Ela estava na terra. Como ela estava linda.

– O que isso significa? – eu estava confuso.

– Significa que você terá a oportunidade que nunca nenhum anjo teve. Meu filho, infelizmente voce não poderá ser um anjo amando e ter sentimentos humanos e eu não posso apagar o que vocês sentem um do outro. Quer dizer, na verdade posso. Mas não seria o correto.

As lágrimas que se formavam em meus olhos haviam desaparecido. Meu corpo transbordava felicidade.

– Mas a uma coisa que você precisa saber. Voce terá de reconquista-la, mas dessa vez como homem e humano.

– Isso significa que ela não se lembrará de mim. Como eu farei uma coisa dessas?

– Voces estão conectados entre almas e desejos. Em um canto muito profundo do corpo dela mora um amor puro, dócil e verdadeiro. Esse amor e você e ela espera que voce o conquiste. então vá meus filho. Seja feliz assim na terra tanto quanto foste nos céus. Voces tem a benção do pai, vocês tem a minha benção.

 

FIM.

Gostou? Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s