Entre Almas e Desejos

alf3

Por Alfredo Dobia

Está começando tudo de novo, meus irmãos me caçam como um animal
feroz. Meu sangue ferve, e as frondes das árvores dançando com o vento
causado pelo bater de suas asas, são a prova de que algo obscuro está para
acontecer, o seu enevoado mostra a ira do meu pai.
Tudo que fiz foi me apaixonar por uma mundana de beleza exuberante,
aquele belo par de olhos cinza fizeram de mim um pecador aos olhos de todos
os meus irmãos. Fui contra a maior lei celestial.

Minha única missão era
protegê-la, sem nunca mostrar minha verdadeira identidade. Mas naquela noite
eu não consegui, ver ela sofrendo daquele jeito nas mãos de um simples
homem, foi como ter minha alma ardendo nas chamas eternas do inferno.
A porta se abriu e uma voz poderosa me disse:
— Se entrega Lucas, você tem que parar de desafiar nosso Pai.
— Me perdoa irmão — disse. — Mas não posso deixar nosso pai apagar
ela da minha mente. Eu a amo.

– Você é um anjo e anjos não costumam se apaixonar — ele respondeu
serenamente, mantendo o contacto visual. — Você revelou sua identidade e
sabes que isso não pode simplesmente ficar impune. Olha, se você se entregar,
eu prometo que cuidarei dela. Mas faça isso agora, não conseguirei controlar
nossos irmãos por muito tempo, eles acreditam que você não se entregará. Então
prove que estão todos errados.
Meu irmão mais velho sempre acreditou que tudo voltaria ao normal, que
meus sentimentos por Rosaliz não passavam de fagulhas ilusórias de paixões,
que meu coração ganhou ao me transformar em humano. Talvez ele até tenha
razão.
Mas se for verdade, então porque essas fagulhas não passaram quando
voltei ao meu estado angélico?

Porque sinto como se ela estivesse cada vez
mais perto de mim, mesmo quando estou a milhares e milhares de quilômetros
de distância?

Porque minhas asas clamam pelo seu toque? É como se eu tivesse
conectado a ela entre almas e desejos.
— Nosso Pai não percebe Ethan — eu disse. — Não quero mais ser um
anjo. Quero ser homem pra poder estar com ela.
— Você está tornando as coisas mais complicadas — Ethan disse, dando
um passo pra frente. — Isso não é algo que você decide e tudo volta ao normal.
Estamos falando de poder celestial. Que exemplo você dará para os outros?
Olha, vem comigo por bem enquanto dá tempo, nossos irmãos lá fora não terão
a mesma paciência que eu. Se você resistir de novo, eles entrarão aqui e o
levarão a força.
— Então deixe-os entrar.
Não passou muito tempo a pois minhas últimas palavras e o teto foi
perfurado pela entrada rústica do Silas e o Paulo. Suas asas brancas batiam
forte, fazendo com que as folhas no chão voassem em outra direção. Eles me
cercaram e eu sabia que não eram os únicos. Lá fora ainda estavam Marcos e
Tiago, disposto a me prender a todo custo, aconteça o que acontecer.
Respirei fundo e preparei-me para a batalha, quando Silas voou até mim
numa velocidade épica. Nossos corpos poderosos destruíram a parede de
madeira a minha atrás. Suas asas moviam-se alvoroçadamente, machucando
meu rosto.
Me concentrei novamente e meu corpo angélico soltou uma explosão de
vento devastador, lançando-o em uma árvore gigantesca. Paulo tentou contra atacar
meu ataque, mas é surpreendido pelos meus raios solares. Sempre amei
esse dom de transferir os raios solares para meu corpo. Todos os anjos originais
tinham um dom e meus irmãos não fugiam a regra.
Com a atenção voltada pro Ethan que implorava pra eu parar de resistir,
Silas arrancou uma árvore da terra e com ela esmurrou meu corpo brutalmente.
Senti-me tonto por alguns segundos, derrubando seis arvores com a pancada.
Assim que me levantei, pude sentir a terra tremendo.
Marcos abria um buraco enorme no chão apenas com seu sopro. Tentei
voar em sua direcção, mas seu sopro tornava-se ainda mais intenso e congelava
minhas asas. Thiago olhou pra mim, enquanto meu corpo tornava-se numa
pedra de gelo.
Estalei os dedos e meus raios solares aquecerem meu corpo e minhas asas
voltaram a bater novamente. Um raio escapou de minhas mãos e torraram o
cabelo angelical de Marco. Os olhos brancos do Thiago mudavam de cor.
Nunca gostei quando aquilo acontecia.
O bater de suas asas levantou seu corpo a um metro e meio do chão, e
logo a seguir Ethan e Silas seguraram meus braços. O olhar de Thiago
bloqueava meus poderes, não sentia mais meus raios passeando em meu corpo,
até que ela apareceu na frente do meu irmão com os braços levantados.
— Pare, por favor — ela implorou com sua voz dócil.

 

CONTINUA…

Um comentário em “Entre Almas e Desejos

Gostou? Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s