Donna- Sete Vidas (Pt. 5)

donnacap5

14

Donna

Capítulo 5 – Sete Vidas

Escrito por: Lua Morgana

*

Quando cheguei ao píer, tive o enorme desprazer de ver o homem que eu amava se atracando com outra mulher, no lugar que eu deveria estar, na nossa cama. Ele a beijava ferozmente, assim como um dia me beijou. Ele olhou para a janela e me viu olhando fixamente para aquela cena imunda. O gosto amargo da decepção me embrulhou o estômago, então não pude fazer nada a não ser sair dali o mais rápido possível, antes que de vomitar…

Hernando veio correndo até a mim tentando ajeitar suas roupas e se explicar, mas a simples presença dele me causou enjoo, aquele que um dia eu amei, se tornou um completo estranho para mim, de uma hora para a outra. Traição é imperdoável.

Disse a ele que não o queria mais, para ele aproveitar bem a nova dama que estava ao seu lado… Porém, dos negócios eu não sairia, não mesmo. Aprendi todas as manhas, tenho contatos, mesmo que ele me tire do lado dele, tenho outro lugar para ir.

Ele disse para eu não me preocupar, se era assim que eu queria, assim seria. Muito bem, pensei, nunca dependi de homem e não vai ser agora que vou depender.

Aproveitei essa liberdade para cair na noite. Deitei-me com homens que não conhecia, beijei mulheres lindas, fiz novas amizades, me entreguei ao prazer apenas, dei-me esse luxo, coisa que não fazia a tempos por estar presa a alguém que não me amava verdadeiramente como eu o amava. Não queria passar os dias trancada em casa chorando, me lamentando, por causa de um homem que não soube valorizar a mulher que tinha, ele era galinha, e eu, quando queria, muito mais. Eu tinha dinheiro, beleza, status, drogas, nunca iria me rebaixar.

separador2

Passaram-se algumas semanas depois do meu rompimento com Hernando, porém, os negócios continuavam os mesmos, minha função era a mesma. Estava em meu apartamento de frente para o mar, sentada na sacada e fumando um cigarro… a campainha tocou, minha empregada tinha sido dispensada aquele dia, queria relaxar sozinha antes de viajar para Roma. Levantei-me, ajeitei minha roupa, apaguei o cigarro no cinzeiro e fui ver quem era.

Era Heitor, o pai de Hernando, vulgo chefe.

—Olá chefe! – Disse, sorrindo. – A que devo o prazer da sua visita?

Heitor era um homem de meia idade, devia ter uns 50 anos, porém muito charmoso. E seu jeito caladão e durão eram demais.

—Olá, Donna. Boa Tarde… desculpe-me a visita sem avisar, porém preciso conversar com você…

Fiz um gesto para que entrasse e mostrei-lhe onde se sentar.

—Bebe alguma coisa? – Disse cordialmente.

—Uma dose de whisky, por favor. – Disse Heitor.

—Pode ser sem gelo? Minha empregada está de folga e acabei usando tudo e esqueci de pôr para fazer… – Perguntei, meio sem graça.

—Ah claro, Donna. Pode ser, é melhor assim… – Ele sorriu.

Eu nunca havia notado como ele era gentil e com um sorriso lindo.

Entreguei-lhe o copo, ele bebeu de uma só vez.

—Então… – fiz uma pausa constrangida – o que o senhor queria conversar comigo?

—Senhor está no céu, Donna. – ele riu – para você é Heitor, apenas.

Sorri timidamente.

—Enfim, fiquei sabendo da sacanagem que meu filho Hernando fez com você. Fiquei extremamente aborrecido com ele… sempre disse a ele que uma mulher como você, Donna, seria para casar. Pois você o ajudou muito com nossos negócios – fez uma pausa – pois as mulheres que ele sempre teve só queriam saber de dinheiro e vida mansa… você sempre pegou firme no trabalho e nunca recuou. Saiba que te admiro muito por isso. Faz 5 anos que nos conhecemos, porém, nunca paramos para conversar, não é mesmo?

—Sim, Heitor. O senhor… quero dizer, você, não sabe a tristeza que fiquei depois de tudo que vi. Voltei de Paris exatamente para tentar viver uma vida a dois com Hernando, porém, ele não queria isso. Na verdade, nunca quis. – Meus olhos encheram de lágrimas. – Ele só queria alguém para fazer o serviço que ele não queria fazer mesmo… e ficar livre para cair na gandaia.

—Meu filho sempre foi assim, Donna. – Ele passou a mão em seus cabelos grisalhos – Pensei que com uma mulher como você, ele sossegaria finalmente, mas pelo visto não aproveitou a oportunidade. – Ele se aproximou de mim e segurou minhas mãos. – Então, por isso, vim aqui o mais rápido que pude… Não quero deixá-la livre para outro homem.

—O que você quer dizer com isso? – Olhei fixamente para Heitor.

—Donna… você é linda, inteligente, ágil, encantadora! Dê-me uma oportunidade de te conhecer melhor e que você me conheça melhor. Juntos seríamos imbatíveis, acredite. Não quero uma mulher dondoca que fique dentro de casa torrando meus milhões. – Ele tocou-me o rosto – Quero uma mulher que me ajude a ser melhor do que já sou e mais rico. – Fez uma pausa longa e me olhou fixamente – Quero uma mulher como você.

Meu mundo girou em uns segundos… como assim o chefe estava apaixonado por mim?

Ele se afastou e pegou a pasta em cima do sofá.

– Mais tarde meu motorista passará para te pegar para jantarmos juntos… se você vier, poderemos tentar nos conhecer. Se você não vier, entenderei como um não. – Ele sorriu e virou para ir embora – Porém, não se preocupe caso não queira nada… continuaremos nosso negócio como sempre foi. Até mais.

Ele jogou a bomba e simplesmente saiu. Eu me joguei no sofá e fiquei pensando na proposta…

O meu chefe, pai do meu ex-namorado, me queria como sua mulher. O mundo gira muito rápido mesmo e só os fortes sobrevivem.

Escolhi meu melhor vestido e fui na hora marcada, linda e bela.

Oportunidades como essa nunca aparecem duas vezes para a mesma pessoa.

“A postura é combativa
Ainda tô aqui viva
Um pouco mais triste
Mas muito mais forte

 

E agora que eu voltei
Quero ver me aguentar!”

(Pitty – Setevidas)

CONTINUA

Gostou? Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s