Estranho Ritual

Estranho Ritual

Escrito por Saul Guterres

10524011_683004448462199_1497205678_o

Era para ser apenas um final de semana divertido na casa de campo de Jonas, embora as intenções deles e de seus amigos eram outras. Fazia muito frio naquela localidade, quase ninguém conhecia aquele lugar, apenas Jonas e seus seguidores. Ele olhou para o céu e avistou a Lua cheia. Era tudo o que eles precisavam para aquele ritual. Entraram dentro da casa e percorram os cômodos para ter certeza de que realmente só eles estavam por ali.

Logo em seguida dois deles trouxeram um corpo de uma jovem que estava desmaiada devido a uma substância que eles haviam colocado em sua bebida algumas horas atrás em um bar da cidade.

Afastaram as mesas da sala, deixando a moça no centro para que um círculo entre eles pudesse ser formado. Depois de ajeitarem corpo da jovem, eles começaram a espalhar velas pretas por toda a casa. E enquanto isso Jonas desceu até o porão e pegou o livro que
ele havia achado algumas semanas antes. Folhou o livro até encontrar aquele texto que lhe havia chamado a atenção. Era um ritual que consistia em sacrificar uma jovem para que eles e seus amigos tivessem muito dinheiro e todas as mulheres que quisessem aos seus pés, mas ele precisava de mais quatro amigos para que tudo desse certo.

Após pegar o livro, Jonas foi até a sala, seus amigos já estavam ao redor da jovem, cada um com um punhal na mão aguardando as ordens de Jonas. Ele estava segurando um chifre em formato de lamina e segurando o livro começou a ler o ritual. Enquanto Jonas falava aquelas palavras em uma língua estranha, os outros quatro rapazes desferiam golpes por todo o corpo da jovem, que semi-inconsciente apenas gemia de dor.

Com um último golpe Jonas perfurou o coração da jovem e com o sangue que escorria ele passou em suas mãos e depois nas mãos dos outros rapazes.

Fizeram um espécie de dança em volta do corpo e beberam um pouco do sangue enquanto falavam algumas frases que ordenava no ritual. Ao término do ritual eles pegaram algumas bebidas e foram aguardar pra ver o tal resultado.

Passado quase duas horas, Jonas notou que nada acontecia, pois segundo o livro um demônio feminino deveria entrar no corpo da moça e lhes conceber várias “dádivas”. Como nenhuma situação parecida ocorria, eles resolveram mais uma vez dizer as palavras
em volta do corpo já sem vida da jovem. Sem sucesso, eles pensaram que falharam no ritual. Um dos rapazes disse que talvez a moça tivesse que ser virgem, mas como nada dizia no livro, apenas que deveria ser uma pessoa do sexo feminino, eles voltaram a beber e esperar para ver o que aconteceria.

A bebida havia acabado na geladeira, e Jonas foi até o carro para pegar o próximo fardo. Abriu a porta malas do carro e viu a bolsa da jovem, intrigado pegou a sua carteira para ver o seu nome. E foi aí que ele teve um grande susto. Havia duas carteira de identidade, uma que mostrava o nome de Leandro Scott e outra carteira social que mostrava o nome de Estella Willians. Um terror tomou conta de Jonas, pois ele realmente entendeu o grave erro cometido por ele e seus amigos. Estella era uma transexual. Em um surto de raiva ele começou a chutar o carro e tudo que via pela frente. Assustados os outros quatro que ouviram os barulhos vindo de fora correram até ele para saber o que estava acontecendo. Jonas relatou a descoberta a eles, e então eles começaram a brigar entre si para saber quem foi o otário que não sabia reconhecer uma “mulher”, quando de repente um estouro ouviram de dentro da casa. Todos foram para o interior da casa para ver o que se passava lá dentro e ao entrarem se depararam com o pior. A jovem estava em pé, toda ensanguentada e com os olhos com uma coloração branca, pele mais pálida que o normal e com um dos punhais em mão.

Pensando que o ritual havia dado certo, eles se ajoelharam diante dela e perguntaram se ela estava ali para ajudá-los. Uma risada ensurdecedora saiu daquela criatura, fazendo com que todos eles se deitassem ao chão. A criatura se aproximou deles dizendo “pensam que podem me exigir algo? Bando de idiotas” Com o punhal ela cortou a garganta de todos eles, e enquanto se debatiam ela ia bebendo um pouco do sangue de cada um deles. E enquanto bebia seus ferimentos se curavam de uma forma jamais vista. Jonas que ainda estava com vida, em último esforço tentou correr para fora da casa, mas foi impedido, por Estella ( se é que era Estella que estava naquele corpo) que começou a fechar as portas apenas com o olhar. E com um força sobrenatural, atirou ele sobre a mesa da sala e ao se aproximar, cuspiu chamas em seu corpo fazendo queimar vivo. O fogo tomou conta de toda a casa, destruindo tudo em poucas horas.

Perto dali, um morador que estava passando, viu aquela fumaça e logo chamou a polícia e bombeiros que logo chegaram ali. Ao vasculhar os entulhos que sobraram da casa não encontraram nenhum corpo. Quando estavam indo embora, no outro lado da estrada encontraram uma jovem deitada sobre grama fria e gelada.

Aparentando estar drogada, ela apenas revelou aos policias que não se lembrava de nada do ocorrido. E ao questionarem sobre o incêndio ela apenas deu uma risada de canto, olhou para o policial e disse:

“ o senhor acredita em demônios?”

Fim

Comente, diga o que achou! Seu comentário incentiva o autor e faz com que continue a escrever novas histórias!

10 comentários em “Estranho Ritual

Gostou? Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s